737 da Alaska Airlines pousa depois que parte da asa se separa no ar

Um voo da Alaska Airlines de Oregon para o sul da Califórnia fez um pouso de emergência na sexta-feira após um incidente no ar que fez com que parte do avião fosse cortada.

O voo 1282 pousou com segurança no Aeroporto Internacional de Portland, disse a porta-voz do porto de Portland, Alison Ferre, em um comunicado.

A Alaska Airlines disse que não houve feridos nos 174 passageiros e seis tripulantes a bordo.

A Administração Federal de Aviação disse que retornou ao aeroporto “depois que a tripulação relatou um problema de pressurização”.

O Alasca descreveu o que aconteceu como um “incidente”. A foto de um passageiro do avião, ao lado de uma fileira de assentos, mostrava faltando um painel inteiro em um dos lados.

Não está claro como ou quando o painel foi separado do jato de passageiros.

No sábado, a companhia aérea disse que suspenderia temporariamente todos os 65 aviões 737 Max 9 enquanto passava por inspeções de manutenção e segurança.

Fotografia de parte do avião desaparecido. Um incidente aéreo levou um voo da Alaska Airlines com destino à Califórnia a fazer um pouso de emergência em Portland na sexta-feira.Cortesia de Kyle Ringer

Kyle Ringer postou uma foto de dentro do avião nas redes sociais XCom o título “Quando a parede do avião quebra no ar”.

Uma passageira do voo deu seu nome apenas como Elizabeth disse à afiliada da NBC KGW O incidente ocorreu cerca de 20 minutos após a decolagem do aeroporto de Portland, Oregon.

“Estava tudo bem até que ouvi um barulho alto! Ou como um boom”, disse ela. “Eu olho para cima, as máscaras de ar, para fora, para baixo.”

READ  Os Estados Unidos tomaram novas medidas para reduzir o afluxo de imigrantes quando a regra de fronteira do Título 42 expirar em maio

“Olhei para a minha esquerda e havia uma grande lacuna no lado esquerdo, onde fica a janela”, disse ele à estação em entrevista por telefone. Ela disse que o vento estava muito forte.

Ele disse que todos usavam cinto de segurança e as pessoas estavam calmas.

Num comunicado, a Alaska afirmou: “A segurança dos nossos hóspedes e funcionários é sempre a nossa principal prioridade, por isso, embora tais incidentes sejam raros, as nossas tripulações de voo estão treinadas e preparadas para gerir a situação com segurança”.

O vôo partiu para o Aeroporto Internacional de Ontário, no condado de San Bernardino, Califórnia.

De acordo com o site de rastreamento de voos FlightAware, o voo decolou de Portland às 17h07 e pousou em Portland às 17h27.

O avião foi identificado como um Boeing 737 Max 9.

A Boeing disse em comunicado que estava ciente do incidente.

“Estamos trabalhando para reunir mais informações e entrar em contato com nossas companhias aéreas clientes”, afirmou. “A equipe técnica da Boeing está pronta para apoiar a investigação.”

O secretário de Transportes, Pete Buttigieg X, disse na manhã de sábado que “foi informado sobre o incidente da noite passada e está em contato próximo com a FAA em relação a uma resposta”.

Tanto a FAA quanto a Alaska Airlines disseram que estavam investigando o incidente. O National Transportation Safety Board enviou uma equipe a Portland para investigar o incidente.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *