O voto de impeachment contra o procurador-geral do Texas, Ken Paxton: o que saber

Siga nossas atualizações ao vivo Processo de impeachment do procurador-geral do Texas, Ken Paxton.

A Câmara do Texas, dominada pelos republicanos, deve votar o impeachment do procurador-geral republicano do estado, Ken Paxton, às 13h de sábado.

Uma votação bipartidária foi realizada dois dias depois, mas a Câmara dos Representantes liderada pelos republicanos, Sr. Ele recomendou que Paxton fosse acusado de várias acusações de má conduta que poderiam equivaler a crimes.

O Procurador-Geral lidou com vários desafios legais ao longo dos anos, enfrentando muitas investigações com algumas consequências políticas. Na sexta-feira, o Sr. Paxton novamente negou qualquer irregularidade e pediu aos apoiadores que “silenciosamente” façam suas vozes serem ouvidas durante a votação do impeachment no Capitólio do estado.

Aqui está o que você precisa saber.

Antes de se tornar procurador-geral em 2015, Warren Kenneth Paxton Jr. trabalhou como advogado e legislador estadual, atuando na Câmara e no Senado do estado. Sua esposa, Angela Paxton, tornou-se uma força política por mérito próprio, conquistando uma cadeira no Senado estadual em 2018.

Como o principal oficial de aplicação da lei do estado, o Sr. Paxton posicionou-se como um defensor das questões sociais que impulsionam os conservadores do Texas, tornando-se efetivamente o principal defensor da guerra cultural do estado. Mesmo com eleitores leais, seu estilo agressivo afastou alguns aliados republicanos.

O ex-presidente Donald J. Trump com o Sr. Paxton se associou intimamente – e endossou – e usou seu cargo para contestar os resultados das eleições de 2020. Ele frequentemente contesta legalmente as ações do governo Biden e tem estado na vanguarda dos esforços dos estados liderados pelos republicanos para desafiar os esforços do presidente para aliviar algumas restrições à migração ao longo da fronteira sul dos EUA.

Os eleitores em novembro elegeram o Sr. Paxton foi reeleito para um terceiro mandato.

Em 2020, o Sr. Vários membros seniores da equipe de Paxton escreveram cartas exigindo uma investigação sobre as ações de seu empregador. No interesse de Nate Paul, amigo do procurador-geral e doador político, o Sr. Assessores acusaram Paxton de usar seu escritório.

READ  Mais de 7 milhões de americanos receberam vacinas Covid atualizadas

Um rico investidor imobiliário em Austin, o Sr. Paul, depois que sua casa e escritórios foram invadidos por agentes federais em 2019, o Sr. Entrei em contato com Paxton. Senhor. Paxton deu o passo incomum de autorizar uma investigação estadual, contra as fortes objeções de sua equipe. Atividades do FBI. Ele contratou um advogado externo, que se apresentou como promotor especial, para fazer isso, embora os investigadores do comitê da Câmara tenham dito que ele não tinha experiência como promotor. Funcionários do FBI não comentaram sobre a investigação.

Naquela época, o Sr. “Nunca fui motivado pelo desejo de proteger um doador político ou abusar deste cargo, e nunca o farei”, disse Paxton em um comunicado.

Em sua carta de 2020, o Sr. Os assessores de Paxton disseram que ele cometeu suborno, abuso de poder e outros “possíveis crimes”. Os quatro assistentes levaram suas preocupações ao FBI e aos Texas Rangers.

De acordo com os registros legais do caso, os quatro assessores relataram suas preocupações ao gabinete do procurador-geral; Algumas semanas depois, todos foram demitidos. Os assistentes então abriram um processo, o Sr.

Durante a acusação, o Sr. O escritório de Paxton foi apresentado relatório de 374 páginas “AG Paxton não cometeu nenhum crime”, concluiu. Ele também contestou o caso, mas Um tribunal de apelações do Texas decidiu contra ele. Em fevereiro, o Sr. Paxton concordou em pagar $ 3,3 milhões em um acordo com quatro ex-assessores seniores.

Perguntas sobre como o acordo seria pago levaram a uma investigação mais aprofundada sobre as alegações de 2020.

Senhor. Paxton pediu ao Legislativo do Texas US $ 3,3 milhões em financiamento. O presidente republicano Tate Phelan, considerado um conservador tradicional, não apóia o uso de dinheiro do governo. Uma investigação da Câmara sobre as alegações foi lançada para coletar informações sobre a reivindicação financeira, disse o Sr. disse o porta-voz de Phelan.

READ  A comentarista política da CNN, Alice Stewart, morreu

Senhor. Muitas das descobertas dos investigadores sobre Paxton já eram conhecidas publicamente a partir de alegações no caso dos assessores. Mas uma votação do comitê da Câmara na quinta-feira forneceu a primeira decisão oficial sobre essas acusações: eles eram o Sr. Os legisladores disseram que isso foi o suficiente para iniciar o processo de remoção de Paxton do cargo.

Comitê arquivado 20 artigos de acusação Na quinta-feira o Sr. Contra Paxton. Ao passarem pela Câmara, o presidente do comitê, o republicano Andrew Moore, disse que descreviam “crimes graves”.

Artigos do Sr. As acusações contra Paxton incluem suborno, negligência do dever oficial, obstrução da justiça em um caso separado de fraude de valores mobiliários pendente contra ele, declarações falsas em documentos e relatórios oficiais e abuso da confiança pública.

Senhor. Houve várias alegações de que Paxton usou seu cargo para beneficiar Ball, disse o comitê, e depois removeu do cargo aqueles que se manifestaram contra suas ações.

“Porque Nate Paul contrata uma mulher que teve um caso extraconjugal com outra mulher”, disse o Sr. Paxton disse que se beneficiou, e Roy F. e o Sr. pela Fundação Joan Cole Mitte. Os artigos também alegam que Ballin interveio em uma ação movida contra as empresas. Um grupo sem fins lucrativos de Austin.

Uma investigação federal aberta como resultado das denúncias de corrupção e retaliação de assessores não resultou em acusações até agora.

Mas o Sr. Paxton esteve sob acusações criminais durante a maior parte de seu mandato como procurador-geral do estado.

Em 2015, seu primeiro ano no cargo, o Sr. Paxton foi acusado de fraude de valores mobiliários e autuado em uma prisão do condado fora de Dallas. Senhor. Surgiram alegações de que Paxton havia enganado investidores e clientes – por exemplo, ao deixar de dizer aos investidores que estava pagando comissões sobre seus investimentos quando trabalhou com valores mobiliários nos anos anteriores a se tornar procurador-geral.

READ  Rand Paul interrompeu um esforço do Senado para aprovar um pacote de ajuda externa de US$ 95 bilhões

Ele negou qualquer irregularidade neste caso que ainda está para ser investigado.

Senhor. Artigos de impeachment desta semana alegam que uma ação movida por um doador da campanha de Paxton efetivamente atrasou o julgamento e obstruiu a justiça no caso.

Às 13 horas de sábado, o Sr. disse Paxton, presidente do inquérito.

O impeachment está pendente de uma audiência do Senado estadual sobre as alegações, disse o Sr. Paxton será temporariamente afastado do cargo, onde alguns de seus associados mais próximos, incluindo sua esposa, servirão como jurados. Os procedimentos do Senado podem ser adiados até o término da sessão legislativa regular na segunda-feira. O Senado pode se reunir para realizar uma audiência mais tarde, embora o momento permaneça incerto.

Senhor. Um advogado do escritório de Paxton, Christopher Hilton, disse que o processo do comitê para publicar artigos incriminatórios era “completamente deficiente” e que o Sr. Ele acrescentou que as questões levantadas durante a bem-sucedida campanha de reeleição de Paxton foram totalmente divulgadas. .

No que parecia ser uma prévia de uma possível contestação legal das medidas, o Sr. Hilton também disse que a lei do Texas permite o impeachment apenas por conduta de uma eleição anterior. A maioria das alegações nos artigos de impeachment envolvem condutas que ocorreram antes dessa época.

Relatórios contribuídos Manny Fernandez, Miriam Jordan, Edgar Sandoval E Rick Rojas.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *